.

.

Páginas

quinta-feira, 9 de março de 2017

Não Permita!

Não permita que façam pouco caso do seu trabalho, pois bem ou mal você tem o seu ganha pão e dignidade.
Não permita que quebrem as regras da sua vida e da sua casa.
Não permita que façam do seu dia a dia um inferno, onde você nunca é ouvida porque se acham demais para permitir tal coisa.
Não permita vícios que te incomodam ou te agridam de alguma forma.
Não permita que o seu sono seja incomodado por indelicadezas, histerias, ciúmes ou calúnias.
Não permita que as pessoas sempre queiram mais e mais de você e sempre achem que você não se importará em ser querida, lembrada ou valorizada.
Não dê o que não pode e não deixe que o outro fique mais e mais egoísta.
Não permita invasão de privacidade.

Não permita que o outro te recrimine se o que te julga é um poço de erros e não tem autocrítica.
Não viva sua vida a três, dez ou cinco. O casal e o que fazem, o casal e o que querem, não deve ser partilhado com amigos ou amigas dele, sua vida é sua vida, os filhos, família e amigos dele não tem que saber sobre os seus passos e sua vida como se fosse big brother.
Não deixe que o outro te explore.
Não deixe que o outro diga que você deve algo por algum favor mínimo que fez enquanto convivia com você.
Não deixe que o outro seja um eterno incomodo em sua vida.
Relacionamento é dois, é ímpar, é apoio e não apenas um lutando para que dê certo.
Escolha ser feliz, tranque as portas da infelicidade, mude a fechadura, não se deixe abater por quem é totalmente inexpressivo ou quem não sabe olhar-se no espelho.
O reflexo do fracasso e derrota são claramente notados em um rosto e nas ações.
As doenças e os vícios facilmente tomam conta de uma mente frágil que se deixa levar por lombras de momentos. A vida se vai, o tempo passa e a pessoa envelhece. As marcas no rosto não são suficientes para uma luta pela vida mas sim por um passado, que jamais voltará e se revolve neste mar sujo de decepções, perdas e enganos.
Complexo de inferioridade é apontar sempre a ajuda que deu aos outros e a falta de ajuda no presente que não dá a si mesmo.
Ninguém pode ajudar quem tem vícios os quais não larga.
A sua vida é sua!
Pode ser tudo que incomoda e pode ser que o outro a veja como algo para criticar porque jamais será o que você é ou conquistará o que você tem, mesmo a pessoa sendo prepotente, dizendo que você não tem nada, na verdade, fala de si mesmo.
Pessoas que não tem presente, nem futuro, cobram dos outros o que não fazem por si. Não mudam, não melhoram aparentemente, não buscam, não vão atrás de nada, apenas esperam, esperam ou sugam dos outros sempre e sempre, achando que a pessoa tem obrigação por algum favor que fez, pode ser o menor do mundo, como trocar uma tomada, ter uma ideia interessante ou te ajudar em algo, isto sempre será cobrado, então, você pagará um preço alto com sua saúde, e não valerá a pena.
Enquanto a pessoa se corrompe, você trabalha, cuida da casa, da família, de uma porção de coisas e a pessoa ainda te prejudica no trabalho e não acha nada demais porque para a pessoa , na verdade, o tanto faz da vida é a pessoa mesma.
Para que sua vida seja vivida de forma plena e para que você se resgate, não permita que pessoas com tais problemas permaneçam em sua vida.

Lília Amorim

0 comentários:

Postar um comentário