.

.

Páginas

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Você sofre de dependência afetiva? Descubra!

Você tem relacionamentos ruins repetidas vezes? Você não se importa com seus próprios interesses, se anula, se fixa no relacionamento e faz dele o centro de sua vida?.

Você idealiza seus relacionamentos? Está sempre pronta a agradar? "não"Não consegue dizer "não", mas se arrepende depois? Fica do lado do telefone, ansiosa, esperando ele (a) ligar? .






CUIDADO VOCÊ PODE ESTAR SOFRENDO DE DEPENDÊNCIA AFETIVA!

Dependência afetiva é um dos principais elementos de bloqueio na vida de um indivíduo.
Dependência Afetiva é um distúrbio de comportamento que afeta um número muito grande de homens e mulheres. Em geral, pessoas que amam ilimitadamente, que vivem em uma linha tênue que alterna entre carência, amor e sofrimento, na grande maioria de total baixa autoestima, quase todas adquiriram este distúrbio em alguma experiência onde suas necessidades emocionais não foram atendidas, seja na infância ou mesmo em relacionamentos passados.

Geralmente uma pessoa que cresceu em uma família disfuncional, na qual suas necessidades emocionais não foram atendidas. Indivíduos que não se sentiram apoiados e valorizados que se relacionaram em ambientes conturbados destarte verão sua realidade como fria, vazia e solitária.

Pessoas carentes afetivamente atraem relacionamentos confusos e insatisfatórios por apresentarem-se tão disponíveis em troca de amor, carinho e atenção. Correm o risco de serem rejeitados, não valorizados e menosprezados pelo parceiro. Os relacionamentos preenchem este vazio sentido por elas.

A pessoa acredita que não seja merecedor de amor e sim os seus parceiros o sejam.
Na verdade, muitas vezes, ele até tem consciência de que o relacionamento não é saudável, mas não conseguem sair desta situação, isso porque as motivações que o levaram a tal posição são inconscientes.

Algumas características da pessoa que sofre de dependência afetiva:

Não se importa com seus próprios interesses, essas pessoas por muitas vezes se anulam, se fixam no relacionamento e fazem dele o centro de sua vida;

Idealizam relacionamentos.

São inseguros e estão sempre prontos a agradar, demonstra muito amor e muito controle, sem perceber que isso acaba por sufocar a outra parte.

Não consegue dizer "não", mas se arrepende depois;

Se compromete a fazer coisas que não quer fazer, e depois acaba não conseguindo dar conta delas;

Pensar primeiro nos outros, a não ser egoísta e a se colocar em último plano;

Tem relacionamentos ruins repetidas vezes;

Fica do lado do telefone, ansiosa, esperando o parceiro (a) (namorado/marido) ligar;

Vive checando a caixa de correio/correio eletrônico/secretária eletrônica para ver se há mensagens;

Cancela um encontro com um (a) amigo(a) para se encontrar com ele de última hora;

Abre mão de amizades, interesses e objetivos pelo relacionamento;

Substitui rapidamente um amor/caso recente;

Corre para casa para estar disponível ao parceiro;

Caso você tenha se identificado com a situação, não hesite em buscar ajuda, pois o caminho para administrar o problema é desenvolver a auto aceitação, e com isso a autoestima. Você precisa aprender a amar de forma saudável, estando em primeiro lugar e dosando para não ser egoísta, ame a si mesmo, resgate seu amor próprio, sem isso jamais poderá se relacionar de forma equilibrada.

Desenvolva sua auto aceitação, não é por ser carente que você vai encontrar em outros indivíduos o que te falta, busque dentro de você e se achar que não é capaz procure ajuda um profissional especializado, é o grande diferencial que pode ser de grande ajuda.


Este texto foi tirado do site da clínica Psiquê-Clínica de Psicologia,localizada em Teresina-Piauí,rua 7 de setembro 701,sala 01,centro,fone- 86 3222-2291.


Para aprender a lidar com dependência afetiva,se tornar uma DIVA,fazer qualquer homem correr atrás de você,leia:

COMO FAZER UM HOMEM CORRER ATRÁS


O livro vai te ensinar como agir diante da baixa autoestima; não aceitação; não saber lidar com os problemas;como agir em determinadas situações como: sumiços,desprezos, falta de comprometimento,falta de caráter, traição, egoísmo,e muitos outros problemas,que nos afetam,ficando com todos estes sintomas,esperando ligações,mensagens,ansiosas,roendo as unhas,se colocando em último plano.

Caso você esteja passando por esta situação adquira o livro:
Basta COPIAR E COLAR o link abaixo:




https://www.clubedeautores.com.br/book/138255--COMO_FAZER_UM_HOMEM_CORRER_ATRAS


Caso você não possua cartão de crédito,nem queira pagar através de boleto,pode adquirir o Ebook,através de depósito bancário,enviando e-mail para:

escritoraliliaamorim@hotmail.com


Até o dia 30 de dezembro,o livro digital,adquirido através de depósito bancário,estará em promoção,custando apenas 20,00.



Linda semana Divas

Escritora Lilia Amorim


5 comentários:

Anônimo disse...

po mas eu sou um homem e sofro desse problema q eu faço namoro com uma garota ela me traiu e eu não consigo deixar ela ela vai e volta na minha vida po me ajuda tenho isso quero mudar ser diferente sei la

Homens:uma incógnita! disse...

Mande e-mail para:
escritoraliliaamorim@hotmail.com

fale com Luigi Sanson,meu assistente.
Eu faço consultorias,posso te ajudar.
Obrigada pelo comentário,adorei a sua autenticidade e sinceridade.
Bjs
Lilia Amorim

Anônimo disse...

Boa Tarde!
Eu acho que tenho isso mesmo. Tenho esses sintomas, maioria deles. Minha relação com minha Noiva é linda, não brigamos nem discutimos, mas ás vezes fico chateado quando ela não faz algo, tipo, não manda msg's, as vezes não deixa recado no Facebook... fico com o Celular o dia inteiro, esperando algum sinal dela. Sacrifico muitas coisas por ela, muitas mesmo. E coisas que são importante pra mim. Moramos em cidades diferentes. Mas acabo de perceber que não é ela que me deixa assim, é eu que faço ficar assim. Crio expectativas desnecessárias. Eu sei que ela me ama, não é por causa de um telefonema não feito, ou uma mensagem não mandada que vai cair isso que ela sente por mim... Tenho que desenvolver minha auto estima... Ser mais confiante, colocar minha mente no lugar.
Preciso de ajuda, pelo menos uma ajudinha, rs.
Muito bom seu artigo, parabéns!

Anônimo disse...

é difícil adimitir mas, sou exatamente assim e me encaixo em pelo menos 80% dos quesitos citados no artigo... nao consigo mudar... parece que meu namorado gosta de me ver assim dependente, subimissa, já conversei com ele , mas nao adianta.... nada muda.... enfim agora é só rezar pra ver se melhora....

Homens:uma incógnita! disse...

Oi Anônima
Tenho uma ótima notícia para você.Quando você disse: nada muda.Quem disse isto para você?
Tudo depende de como age,suas atitudes.
Se você quiser mudar,quiser fazer consultoria,entre em contato com meu assistente Luigi Sanson,através do e-mail:

escritoraliliaamorim@hotmail.com

Obrigada pelo comentário

Lilia Amorim

Postar um comentário